• Blog da Taty

Quem não teve ainda um sentimento de profunda gratidão? Uma emoção diante de uma ajuda ou quando se recebe um presente. Um desejo íntimo de devedor eterno, depois um gesto, uma atitude, de benevolência, de alguém que lhe estende a mão após um sufoco, um perigo de vida, um socorro no momento certo, uma luz no fim do túnel ou mesmo um favor quando tudo parecia perdido?

"O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: "Se eu fosse você". A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina. Não aprendi isso nos livros. Aprendi prestando atenção."

Rubem Alves

Penso que talvez a coisa mais importante que todas as pessoas deveriam saber é que; palavras e respostas simplesmente não existem para tudo. Às vezes, muitas vezes ouvir em silêncio e com atenção é tudo o que precisamos fazer.

ARREPENDIMENTO
Arrependimento pode gerar um sentimento de frustração, de incapacidade. Ninguém gosta de sentir-se fracassado e incapaz. Arrepender-se de atitudes tomadas, de comportamentos ou ações pode ser realmente muito triste, porém você tem duas alternativas: lamentar ou aprender. Não existem outras opções. Qual você prefere? Calcular errado, agir equivocadamente ou até mesmo cometer atos falhos, quem nunca?

Às vezes, por circunstâncias diversas, tomamos a decisão errada fazendo escolhas inadequadas. Pode acontecer com qualquer pessoa.

Aqui a sua esquerda, no nosso menu principal tem um item que consideramos fundamental para o entendimento da nossa busca, uma busca que contempla a ciencia, a tradição e outras coisas que não são passiveis de explicacao científica. Pois me recuso a viver em um sistema fechado que não enxerga outras possibilidades além daquelas que pode mensurar. Brilhantemente grandes pensadores fizeram a Declaração de Veneza, veja: http://www.viverembalance.com.br/index.php/saiba-mais/declaracao-de-veneza

 

COMUNICADO FINAL DO COLÓQUIO
“A CIÊNCIA DIANTE DAS FRONTEIRAS DO CONHECIMENTO”

Os participantes do colóquio “A Ciência Diantes das Fronteiras do Conhecimento”, organizado pela UNESCO, com a colaboração da Fundação Giorgio Cini (Veneza, 3 a 7 de março de 1986), animados por um espírito de abertura e de questionamento dos valores de nosso tempo, ficaram de acordo sobre os seguintes pontos:

Somos testemunhas de uma revolução muito importante no domínio da ciência, provocada pela ciência fundamental (em particular a física e a biologia), devido a transformação que ela traz à lógica , à epistemologia e também, por meio das aplicações tecnológicas, à vida de todos os dias. Mas, constatamos, ao mesmo tempo, a existência de uma importante defasagem entre a nova visão do mundo que emerge do estudo dos sistemas naturais e os valores que ainda predominam nas filosofias, nas ciências do homem e na vida da sociedade moderna. Pois estes valores baseiam-se em grande parte no determinismo mecanicista, no positivismo ou mo niilismo. Sentimos esta defasagem como fortemente nociva e portadora de grandes ameaças de destruição de nossa espécie.

Juliana +55 11 9405.50974 | +55 11 3064.4616 | secretaria@trxcomunicacao.com
Bruna +55 11 9929.66160 | +55 11 3064.4616 | bruna@trxcomunicacao.com

Tatianne Rodrigues | tatianerodrigues@me.com

TATIANNE RODRIGUES

                                 FOUNDER VIVER EM BALANCE®

TATIANNE RODRIGUES VIVER EM BALANCE